Procedimentos

Ordem de utilização dos instrumentais na mesa cirúrgica- Não fique perdido!

FINALMENTE!! Chegou a melhor hora da faculdade. Cirurgia! Você concorda? Há quem diga o contrário, mas gostando ou não, todos precisam passar por esse momento.

Mesa Cirúrgica: Tem vários instrumentos na mesa e você fica perdido? Não se preocupe! Vamos aprender que cada instrumento tem o seu lugar certo! Quer aprender? Continue lendo! 

Montando a Mesa Cirúrgica:

1° Passo- Paramentado, o instrumentador já pode montar as mesas de instrumentação e a mesa auxiliar móvel; 

2° Passo- As mesas devem ser cobertas primeiramente por um campo estéril impermeável de material plástico;

3° Passo- O auxiliar da sala abre as caixas com o instrumental, cuja cobertura externa não é estéril;

4° Passo- O instrumentador pega as caixas estéreis e as coloca sobre uma mesa auxiliar para retirar e organizar os instrumentos;

5° Passo- Na mesa principal, os instrumentos costumam ser separados conforme seu grupo o tempo cirúrgico em que são utilizados. 

Resultado de imagem para mesa cirurgica

 

Ordem dos instrumentos na mesa cirúrgica:

Veja um exemplo:

Você sabe a ordem, mas sabe o que cada um representa? 

Vamos aprender cada grupo cirúrgico. 

Veja outro exemplo bem parecido: 

Resultado de imagem para mesa cirurgica

 

1° Diérese: Bisturis montados, com a lâmina cortante para cima e para dentro. Ao lado, tesouras retas e curvas do mesmo tipo (Mayo e Metzembaum), com a ponta para baixo e para a borda da mesa.

2° e 3° Preensão e Hemostasia: Vários Kellys, Halsteads, etc, primeiro os de hemostasia definitiva e depois os de hemorragia temporária (atraumáticos). Anéis para cima e pontas para baixo; cremalheiras fechadas. Os instrumentais de cabos longos e especiais, de tempos  cirúrgicos mais tardios, intra-cavitários, podem ser dispostos na parte superior da mesa. Pode-se facilitar o apoio dos instrumentos de anéis e cremalheira colocando-se sob eles um rolo de compressas para deixa-los mais estáveis e organizados. 

4° Fixação: ex: pinças de campo, podem ser colocadas em um canto superior, pois serão utilizados logo no início, após a colocação dos campos cirúrgicos e não mais ocuparão a mesa.

Limpeza: Pode-se precisar de cuba com antisséptico, gazes, compressas, gazes montadas em pinças, bonequinhas de algodão apreendidas em hemostáticos, cubas com soro fisiológico…

5° Especiais: Também podem ocupar a parte superior da mesa, dispostos conforme o espaço disponível e o tempo cirúrgico em que serão utilizados. 

6°Síntese: Podem ser dispostos próximo aos instrumentos de diérese. As pinças podem ser agrupadas de acordo com seu tipo e tamanho. Os fios podem estar montados ou fechados. As agulhas devem ter sua ponta virada para cima, evitando-se que perfurem o campo de cobertura da mesa e se contaminem. 

 

Viu só como cada instrumento é colocado no seu espaço certo? Assim, facilita muito na hora da cirurgia. 

Resultado de imagem para mesa cirurgica

Não se desespere mais quando se deparar com as mesas cirúrgicas! Olhe novamente! Cada um no seu lugar. 

 

Fique ligado no nosso blog! Serão sempre postados mais informações para você ficar constantemente atualizado.

Nos acompanhe!! Acesse a nossa Loja virtual da SutureSkin: www.sutureskin.com.br e adquira nossos simuladores para você ficar craque na sutura.

Thainá Lins

 

You Might Also Like